CPA

A Comissão Permanente de Avaliação (CPA) é o órgão responsável pela Auto avaliação Institucional na FASF – Faculdade Sagrada Família. O processo de avaliação das Instituições de Ensino Superior (IES) foi regulamentado em 2004, através da Lei 10.861, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) no Brasil. O Sinaes é vinculado ao Ministério da Educação através Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza as informações decorrentes da Avaliação Institucional juntamente com a Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes).

O Sistema Nacional de Avaliação é alicerçado por três modalidades principais de avaliação.

1) Avaliação das Instituições de Educação Superior – AVALIES:

a) Auto-avaliação: estruturada, organizada e executada pela Comissão Própria de Avaliação de cada IES. A Faculdade Sagrada Família optou por Comissão Permanente de Avaliação (CPA).

b) Avaliação externa: realizada para fins de autorização, reconhecimento, renovação de reconhecimento dos cursos e das IES por comissões designadas pelo MEC/Inep.

2) Avaliação dos Cursos de Graduação (ACG): realizada por comissões designadas pelo MEC/Inep. Na Faculdade Sagrada Família a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) é responsável pelas orientações e informações sobra a ACG.

3) Avaliação do Desempenho dos Estudantes (Enade): realizado pelo MEC/Inep e aplicado a todos os alunos ingressantes e concluintes dos cursos de graduação. A CPA da FASF – Faculdade Sagrada Família pretende o envolvimento de todos – alunos, professores, funcionários, gestores e egressos – na Avaliação. Essa participação envolve a discussão do processo de auto-avaliação, o fornecimento de informações através de instrumentos de pesquisa elaborados pela comissão, com a finalidade de coletar dados para o programa, e, por fim, a elaboração do Relatório de Auto-avaliação Institucional.

Download do Regulamento da CPA

 

Objetivos:

Conduzir o processo de avaliação interna da instituição, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP, no âmbito do SINAES. AVALIAÇÃO: Para tanto faz uso de formulários próprios de avaliação, disponibilizados no sistema de gestão acadêmica SWAJACAD, com questões que buscam identificar as percepções que os acadêmicos, docentes e funcionários têm da instituição. A partir das resposta levantadas, a instituição reflete sobre e pode levantar ações informativas/preventivas/corretivas que visem minimizar e/ou extinguir problemas, bem como realizar a manutenção e melhoria contínua em aspectos bem avaliados.

 

Dimensões:

As dimensões a serem consideradas pela Avaliação Institucional Interna foram estabelecidas pela Lei 10.861/04, art. 3º , que instituiu o Sinaes. São elas:

1) A missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional;

2) A política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de pesquisa, de monitoria e demais modalidades;

3) A responsabilidade social da Instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural;

4) A comunicação com a sociedade;

5) As políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e do corpo técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e suas condições de trabalho;

6) Organização e gestão da instituição, especialmente o funcionamento e representatividade dos colegiados, sua independência e autonomia na relação com a mantenedora, e a participação dos segmentos da comunidade universitária nos processos decisórios;

7) Infra-estrutura física, especialmente a de ensino e pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação;

8) Planejamento e avaliação, especialmente em relação aos processos, resultados e eficácia da auto-avaliação institucional;

9) Políticas de atendimento a estudantes e egressos;

10) Sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educação superior.

 

Presidente:

– Prof. Drª Pauline Balabuch.

Membros:

– Bruna Bonini – Representante do corpo técnico administrativo
– Marcos Vinicius Barszcz – Representante do corpo técnica administrativo
– Elias Felipe Bet – Representante da comunidade externa
– Phiama Souza Guerra de Conti – Representante da comunidade externa
– Gian Cunha de Andrade – Representante do corpo discente
– Guilherme de Souza Silva – Representante do corpo discente
– Luciana Kubaski Alves – Representante do corpo docente
– Silvano Luiz da Silva – Representante do corpo docente